quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Resenha: Stepbrother Dearest - Penelope Ward

Stepbrother Dearest, no Brasil é bem mais conhecido como Meu Querido Meio-Irmão, tem duas partes. A parte 1 falando de Greta e Elec ainda adolescentes e a parte 2 quando ambos já estão adultos. Greta mora com a mãe, Sarah, e seu padrasto, Randy. Elec mora com a mãe em São Francisco, mas acaba tendo que ir morar com seu pai, Randy, por um ano já que sua mãe vai viajar.

Assim que Elec chega em Boston, onde Greta mora com sua mãe e padrasto, Greta tenta ser o mais amigável com ele possível, mas Elec não está nada disposto em ser amável com Greta, na verdade, ele está disposto a infernizar a vida de todos naquela casa, principalmente a vida de Greta.

Inicialmente o leitor só vê Elec como um garoto rebelde, problemático, cheio de piercings e tatuagens, mas através de Greta começa a se ver muito mais do rapaz. Elec é sexy, bonito e rodeado de garotas, Greta ainda bastante ingênua passa a ter sensações confusas em relação a Elec depois de um certo acidente no banheiro.

"Fisicamente, ele era o meu sonho e em todos os outros sentidos, o meu pesadelo. "
Depois de muitas implicâncias e farpas trocadas, Elec e Greta se entendem de certa forma, mas coisas acontecem e Elec precisa ir embora. Precisa voltar para morar com sua mãe.

A segunda parte do livro se passa sete anos depois de Elec ter ido embora, ambos construíram uma vida longe um do outro e não tinham se falado desde a ida de Elec, mas um trágico acontecimento faz  com que ambos voltem a Boston.

Ambos os personagens foram bem construídos. Elec apesar de ser um bad boy, se mostrou muito maduro e consciente, ele me ganhou muito com todo seu gênio e suas características. Sobre Greta, assim que você começa o livro acha que ela vai ser aquela típica garota bobinha e fraca, mas ela vai muito além disso. Ela é gentil, carinhosa e dona de uma coração gigante.

Eu achei a leitura fácil e gostosa, praticamente engoli o livro de tão bom que ele é, seus detalhes, seu desenvolvimento, seus personagens, tudo é muito envolvente e apaixonante, não dá vontade parar nunca e quando acaba você anseia por mais.

Foi o primeiro livro que li da Penelope Ward, mas definitivamente pretendo ler todos dela. O livro é New Adult, mas está muito longe de ser só isso, é simplesmente incrível e apaixonante, recomendo para qualquer um.

"Do mesmo jeito que você poderia embaralhar as letras de uma palavra e formar outra, assim era a vida. Pode ser definida pelas provações ou pelas bençãos. Dependia de como você olhava."

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Resenha: Cristal - Lully Oliveira

"E se toda a realidade desaparecesse?"

Cristal foi encontrada por Samantha em um banco de praça enrolada em jornal com apenas 1 ano de idade. De lá foi levada ao Orfanato Gresco em Detroit, onde ficou por um bom tempo. 

No Orfanato, Cristal só tinha Sam e Josh como amigos, o jardim como seu refúgio e sofria muito com as demais pessoas que viviam lá. Nenhuma delas se acostumava com a aparência peculiar de Cristal, seu cabelo cabelo cor de fogo, sua pele clara e cheia de sardas e sua heterocromia, que faz com que um olho seja de uma cor e o outro de outra cor, faziam Cristal sofrer muito pois a chamavam de aberração. 

E não só pela aparência, de vez em quando Cristal tinha surtos e raspava sua cabeça ou então cortava os pulsos, ou tinha ataques e surtos. 

"[...] todo amor é um pouco doentio, viciante, mas se ele não for tratado, regado, pode te consumir por inteiro."
Quando Cristal finalmente acha que vai conseguir viver como as garotas normais e tudo parece dar certo em sua vida, ela é levada para um mundo diferente onde descobre sua verdadeira identidade e quem realmente é. Cristal está confusa e precisa se descobrir, mas será que Cristal é mesmo o seu nome?

Hey, hey, hey leitores e leitoras, finalmente saiu a resenha de Cristal, sei que enrolei, mas aqui estou. Eu gostei bastante do livro apesar de ter achado o final confuso e no início parecer história de criança, depois que passou um pouco do livro eu comecei a me envolver bastante. Super recomendo o livro, principalmente para quem gosta de mitologia grega.

Até a próxima resenha.

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

TAG #1: Das 8

Hey, hey, hey leitores e leitoras, fui marcada pela Andreia Nascimento do blog Andreia Nascimento Livros para responder a TAG: Das 8! Vamos lá, então.
        8 coisas para fazer antes de morrer:
  1. Escrever um livro.
  2. Ir para a Inglaterra. 
  3. Aprender a falar inglês, francês e alemão fluentemente. 
  4. Cursar literatura inglesa. 
  5. Ter estabilidade financeira.
  6. Ter minha própria casa. 
  7. Fazer uma biblioteca na minha casa.
  8. Casar, ter dois filhos e dois labradores. 


        8 coisas que tu ama:
  1. Meus pais e meu irmão. 
  2. Meus livros. 
  3. Escrever.
  4. Dormir.
  5. Ver séries. 
  6. Comer.
  7. Conhecer novos lugares. 
  8. Ter novas experiências. 

        8 coisas que tu odeia:

  1. Falsidade. 
  2. Ter transtorno de ansiedade. 
  3. Me sentir impotente com qualquer coisa.
  4. Preconceito. 
  5. Pessoas que se acham melhores que outras.
  6. Acordar cedo. 
  7. Brigas.
  8. Que gritem comigo. 


        8 coisas que tu fala:

  1. "Bah."
  2. "Tipo." 
  3. "Oh Lord."
  4. "To no chão." 
  5. "Que merda."
  6. "Mano do céu."
  7. "Tá ligado?"
  8. "Papo reto."


        8 makes/roupas que tu não vive sem:

  1. Jeans. 
  2. Batom.
  3. Base.
  4. Corretivo.
  5. Pó Compacto.
  6. Rímel. 
  7. Casaco. 
  8. Tênis. 


        8 objetos que tu não vive sem:

  1. Celular.
  2. Meus livros. 
  3. Anel do dedo mindinho. 
  4. Carregador. 
  5. Notebook. 
  6. Colar da pedra da lua. 
  7. Marcadores.
  8. Papel e caneta. 

        
8 filmes/livros/jogos/séries que tu ama:

  1. Teen Wolf. 
  2. Harry Potter. 
  3. Se Eu Ficar.
  4. A Culpa é Das Estrelas.
  5. 10 coisas que eu odeio em você.
  6. Trilogia Cinquenta Tons.
  7. As Crônicas de Nárnia.
  8. Slammed.


É isso, baby's. Até mais. 

    sábado, 19 de novembro de 2016

    Resenha: Gostaria de Tê-la em Minha Cama Novamente - N.R.

    "Gostaria de Tê-la em Minha Cama Novamente" é o segundo livro da série/trilogia "Meu Irmão", escrita por N.R.
    Para quem não leu a resenha do Volume Um da série, clique aqui.

    No final de "Ele É Lindo, Mas É Meu Irmão", Natalie foge após certas revelações, deixando todos que a amam preocupados. James, o grande amor proibido de Natalie parte em sua procura com a ajuda de Mike e Karen, amigos próximos do casal.
    "Abri lentamente meus olhos. Quando seu olhar encontrou o meu. Aquele mar azul... Parecia um oceano revolto. Olhos escuros, quase negros me fitavam. Mas só por uma fração de segundo. Sua boca colou na minha... Deus, achei que nunca mais sentiria sua boca novamente..."
    James, junto com seus amigos, dirigi como um louco atrás de Natalie, enquanto ela, vencida pelo cansaço, é obrigada a parar em um simples hotel na beira da estrada.

    A única coisa que Natalie conseguia pensar era em seu amor, que ela achava estar tão longe. E James só conseguia pensar no que falaria para Natalie, como explicaria tudo, se contava toda a verdade que mudaria completamente suas vidas ou se deixava aquelas pessoas contarem... Aqueles que mentiram a vida toda para ela, ele não queria fazer isso, mas Karen o convenceu.

    James morria de medo de Natalie renegá-lo, falar que não queria mais. Mas ela estava coberta de amores por ele, como ele por ela.

    Uma história de grandes reviravoltas, o enredo novamente me ganhou. Ainda amo os personagens, mas a falta de posicionamento de Natalie nesse livro me irritou um pouco, em um segundo ela estava disposta a brigar por algo que era correto bater de frente e no segundo seguinte ela agia como se nada tivesse acontecido.

    Ainda assim estou completamente apaixonada pelo livro. Aguardo ansiosamente o Volume Três da Trilogia.

    segunda-feira, 14 de novembro de 2016

    Resenha: Infinito Amor - Autora Joselyta Alecrim

    Eva, após ter sido abandonada por seu noivo se fechou em um casulo e sofreu por um bom tempo, após dois anos ela se sente parcialmente preparada para reconstruir tudo em sua vida. Eva sempre contou com a ajuda de sua melhor amiga Alice que trabalha na mesma empresa que Eva, a Dellaney, que está prestes a receber um novo CEO. Após muitas sextas-feiras passadas bebendo vinho em sua casa, Eva decide acompanhar Alice em uma ida a boate, na qual acaba em uma envolvente troca der beijos entre Eva e um belo homem, um verdadeiro deus grego, mas eles não falam seus nomes e ambos tem quase certeza de que nunca se encontrarão novamente. 
    "A lagarta leva um ano para se transformar em borboleta. Não importa quanto tempo ainda resta para que eu encerre o meu próprio ciclo de transformação, mas o vejo se aproximando lentamente. Mal posso esperar o dia da minha última metamorfose."
     Porém, Eva descobre um pouco mais de 48 horas depois que deus grego da boate é, na verdade, Enzo Dellaney, seu novo chefe e novo CEO da Dellaney. Mas o tanto que Eva quer se segurar para não ficar com Enzo, é o quanto ele quer que ela não se segure. Como simplesmente ignorar o fato de que até mesmo os olhares de Enzo para Eva faz ela se sentir como se pegasse fogo? E Enzo também não está disposto a receber um não de Eva. 
    "Se você disser que quer devagar e lento, vou fazer exatamente isso. Mas se você pedir forte, seu desejo será uma ordem. O que você escolher, minha linda."
    E então todo o desejo é maior e eles se entregam a isso. De início é para ser apenas uma coisa do tipo "que seja eterno enquanto dure", mas se tona mais. Os dois querem mais. Um fantasma do passado de Eva ressurge e está disposto a fazer qualquer coisa para conseguir o que quer, assim como Eva está disposta a qualquer coisa para se defender e se manter em pé, ela não se renderia novamente.
    "Você ter deixado o brinco cair foi um aviso. Ele ter reencontrado a dona do brinco, a linda jovem que havia roubado seu coração, sem que nem ele mesmo soubesse, foi só uma confirmação do que já estava escrito."
    Quem lê o nome do livro acha que vai ser mais uma romance água com açúcar, até eu pensei isso, mas vou contar um segredo. Prontos? Não é um romance água com açúcar! Tem todo o seu lado doce e de romance? Tem sim. Mas também várias partes eróticas, coisa que eu realmente não esperava, realmente me surpreendeu. O enredo é MARAVILHOSO, te prende de forma que é uma luta para largar o livro, cada vez você anseia por mais e mais, e fica pensando "só mais essa página". Eva é incrível, Enzo também é incrível e os personagens secundários também. "Infinito Amor" se tornou mesmo um infinito amor para mim.
    "Eu te amo. E escolheria você mil vezes se fosse preciso."
    Obrigada, Jo. Por essa parceria maravilhosa e esse livro maravilhoso. "Infinito Amor" é o primeiro livro da Autora Joselyta Alecrim. Espero que o primeiro de muitos.
    "Nós pertencemos um ao outro." 

    sexta-feira, 4 de novembro de 2016

    Resenha: Entre O Sol e a Lua - Série Esmeralda (Vol. 1) ~ Ana Ferrarezzi

    Ficha Técnica: 
    Livro: Entre O Sol e a Lua - Série Esmeralda (Volume 1)
    Autor(a): Ana Ferrarezzi 
    Editora: Novo Século
    Gênero: Fantasia | Ficção | Romance | Literatura Nacional
    Páginas: 520
    Ano: 2016
    Idioma: Português

    Sinopse: Joana cresceu em uma cidade no interior de São Paulo e, para dar um novo rumo à sua tumultuada vida, aceita um emprego em uma multinacional no Rio de Janeiro. Enquanto ela enfrenta os desafios desta nova fase, Cauã – entidade do Sol – a reencontra e a reconhece como o amor milenar dele. Joana não tem conhecimento de que é a personificação de uma importante entidade milenar, representada pela Lua, tampouco tem ideia de que agora faz parte de uma perigosa batalha entre entidades indígenas e de que irá se deparar com inimigos inimagináveis. Surge entre eles uma paixão sem limites. No entanto, Cauã precisará unir forças para proteger a sua amada. E quebrar o encantamento que o impede de estar ao lado dela. Afinal, se o Sol precisa de Cauã para existir, ele precisa de Joana para viver. Num enredo intrigante e mágico, Entre o Sol e a Lua dá vida a personagens míticos e à encantadoras lendas, parte do folclore brasileiro ainda pouco explorado: a mitologia tupi-guarani.

    "Entre o Sol e a Lua" é o primeiro livro  da Série Esmeralda e foi escrito pela autora Ana Ferrarezzi, autora também dos livros Alma Gêmea, Imprevisibilidade, entre outros. Antes de focar bem no livro, preciso falar que foi um livro que realmente me prendeu. Ele é MUITO grande mesmo e quando o iniciei, achei que seria uma leitura frustante, mas a escrita, o enredo, os personagens e os detalhes me prenderam significativamente no livro, demorei dias para ler tudo. Toda a história requer atenção máxima para cada detalhe, pois ela é realmente extremamente muito detalhada e se algo passar despercebido, vai precisar voltar e ler tudo novamente, então eu me dediquei muito na leitura e acabei apaixonada por Guaraci, no final de tudo. 
    "Seu coração entrou em combustão, como se ele fosse capaz de ferver toda uma constelação. Naquele momento, invadido por um sentimento profundo de desejo e paixão que nunca conhecera, se rendeu."
    Joana, que acaba de sair de seu relacionamento extremamente conturbado e doentio com Rodrigo, acaba se inscrevendo em uma vaga de emprego para a empresa Assendent, que fica no Rio de Janeiro, e para sua enorme surpresa, Joana é convocada para o cargo no qual a empresa oferecia. Logo ao chegar na Assendent, Joana percebeu ser tratada diferente dos demais, e não só ela percebeu isso, como todos. Coisas começam a acontecer por toques de alguém que deveria ser desconhecido, mas que Joana sente ser extremamente familiar.

    A história possui, de verdade, detalhes incontáveis. Fala bastante sobre nossa cultura, nossas lendas, os elementos e raízes folclóricas. Nunca li nada igual. Narrando "o presente" com muitos e muitos flashbacks do passado, tem como um dos temas principais Jaci (a Lua) e Guaraci (o Sol). Diz como eles se apaixonaram, como se entregaram de corpo e alma em paixão arrebatadora, e ah... como eu me apaixonei por Guaraci. O amor de Guaraci e Jaci ultrapassa tudo que conhecemos como eterno e a cada página isso é provado.

    Jaci demorou 500 anos para voltar depois de seu último desmantelamento e quando voltou, não se lembrava de nada e nem de quem era, (entidades possuem memória eterna), e isso faz todos descobrirem que ela estava presa por um encantamento.
    "Felizmente, o amor não reconhece qualquer barreira física, diferença entre luz e escuridão, dia e noite, tampouco o conceito da impossibilidade."
    Jamais conseguirei pensar novamente na Lua apenas como um satélite e o Sol como uma estrela, (ou uma bola de fogo), a Lua se tornou Jaci e o Sol se tornou Guaraci, para mim. E, a cada dia que passar, vou admirar esse amor sendo escrito nos céus, enquanto eles se amam a cada início e final de dia e noite, pintando seu amor em cores lindas no horizonte.

    Ana Ferrarezzi nasceu recentemente, no Rio de Janeiro, aos 40 anos. Ela é psicóloga, artista plástica e escritora, tudo ao mesmo tempo. Ora alimenta-se da beleza retratada por detrás das artes, ora inspira-se nos folclores e nos contos. De uma forma única, Ana os mistura e constrói algo novo e intrigante. Ela possui um estilo interessante. Seus enredos são envolventes, bem-humorados e capazes de transportar o leitor a um mundo completamente novo.





    Onde Comprar:



    Acompanhe o trabalho da Autora:
     Site | Facebook Instagram 


    quinta-feira, 3 de novembro de 2016

    Resenha: Ele É Lindo, Mas É Meu Irmão - N.R.

     Algum tempo atrás anunciei no IG a parceria com a autora da série "Meu Irmão", ela assina como N.R. .
    O livro conta a história de Natelie e James, apenas com dois anos de diferença, sempre foram irmão muito unidos que compartilhavam de momentos, carinho e muita diversão. Mas o futuro não é sempre justo e certos acontecimentos fazem os irmãos serem afastados na adolescência, mas já nessa época, seus sentimentos eram bem aflorados.
    "Eu nunca soube quando os pesadelos realmente começaram, mas ele sempre estava lá. Acalmando-me e mostrando o caminho de volta..."
    Cinco anos após a ida de James, ele decide voltar em uma data muito importante. E isso faz Natalie se chocar o quão lindo e diferente ele estava. E algo chocou ambos, o sentimento ainda existia, ainda estava lá. Vivo... quente... e pulsando como nunca. Eles sabiam que era um desejo extremamente proibido, mas como controlar algo que já não pode ser controlado?
    "Cinco anos que eu não o via. Cinco anos se passaram e o que eu sentia estava vivo em mim."
     O livro é bem curto, li em cerca de 45 minutos. Só posso dizer uma coisa sobre o livro: Não vai ser nada do que vocês possam imaginar, vai ser mil vezes melhor. Com seu tema diferenciado e curioso, ele se torna bem único. É uma leitura fácil, os personagens são maravilhosos, você consegue imaginar tudo direitinho e as cenas de hot são muito boas.

    Sobre o final... eu realmente não posso falar nada, mas vocês com certeza vão se surpreender demais. Já estou com o volume dois e em breve vou ler e resenhar aqui. O livro está disponível para compra na Amazon.

    Espero que "Ele É Lindo, Mas É Meu Irmão" conquiste cada um de vocês tanto quanto me conquistou, super recomendo.